Rádio Na Pista - Hip Hop na China

Órgão regulador do governo chinês passa a censurar a presença da cultura hip hop na TV, além de tatuagens e subculturas “decadentes”

Um dos estilos musicais mais populares e influentes da cultura pop global, o hip hop foi banido da televisão chinesa, conforme destacou a Mixmag nesta semana, através da revista Time e do portal chinês Sina.

A medida foi tomada pela Administração Estatal de Imprensa, Publicações, Rádio, Filme e Televisão (SAPPRFT), a fim de censurar não apenas o hip hop como também tatuagens e outras subculturas. A regulamentação feita pelo órgão do Partido Comunista da China especifica literalmente que “programas não devem conter atores com tatuagens (ou mostrá-las), cultura hip hop, subculturas (cultura não mainstream) e culturas desencorajadoras (cultura decadente)”. Não está claro, porém, o que o governo chinês entende como “subculturas” e “culturas desencorajadoras”.



A medida vem após uma série de represálias contra artistas do gênero no país. O rapper GAI foi removido do programa de talentos “Singer”; outro, conhecido como VaVa, foi cortado do programa de entretenimento “Happy Camp”; e PG One, um dos rappers mais reconhecidos na China, tirou músicas do ar por pressões contra temáticas como drogas, sexo e “pó branco”.

 

Em meio a esses incidentes pontuais, o SAPPRFT emitiu mais orientações, como “absolutamente não usar atores cujo coração e moralidade não estejam alinhados com o partido e cuja moralidade não é nobre; que não têm gosto, que são vulgares e obscenos; cujo nível ideológico é baixo e não têm classe; ou que possuam manchas, escândalos ou integridade moral problemática”.

 

Segundo a Time, na rede social chinesa Weibo, muitos se manifestaram contra as novas medidas, classificando o governo como “infantil”.

Baixe nosso Aplicativo e tenha o melhor das pistas no seu smartphone

Acesse também:

Os melhores clipes

Os melhores downloads

RNPN – Rádio Na Pista News

Aplicativo Rádio Na Pista

Fale com a Rádio na Pista

Fonte Original: PHOUSE